SSTU

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

21/08/2012 16h16 - Atualizado em 21/08/2012 16h21

Obra do Aeroporto de São Gonçalo deverá ser concluída antes da Copa do Mundo FIFA 2014

De acordo com o relatório apresentado pelo Governo do RN e Consórcio Inframérica, a obra estará concluída e operando em março de 2014

notícias relacionadas

A governadora Rosalba Ciarlini e os diretores do Consórcio Inframérica apresentaram nesta terça-feira (21) o atual cronograma das obras do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, primeiro do país a ser administrado pela iniciativa privada por concessão do Governo Federal.

Rosalba Ciarlini afirmou que "este é o aeroporto do Brasil". Os diretores informaram que o processo da obra estava previsto para 36 meses e conclusão em dezembro de 2014. Contudo, com Natal sendo uma das cidades-sedes da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, houve uma antecipação em quase nove meses.

Agora, de acordo com os diretores do Consórcio, a obra estará concluída e operando em março de 2014. "Temos a missão de entregar este aeroporto no prazo e estamos ‘pisando fundo no acelerador' (se referindo ao andamento das obras)", comentou o superintendente do Aeroporto, Ibernon Martins. "A Copa do Mundo dará uma grande visibilidade do Rio Grande do Norte para o mundo", completou a Governadora.

Durante o evento, a chefe do Executivo lembrou que o projeto do aeroporto é uma luta de 14 anos e que enfrentou uma série de problemas. "Amanhã (quarta-feira - 22) completamos um ano do leilão do aeroporto, algo que mostrou que realmente ia acontecer a obra", lembrou.

Ibernon disse que todo um cronograma da obra foi montando e tem sido seguido corretamente. "Inclusive, mandamos uma cópia para a ANAC e o BNDES. Assim eles também podem ter ciência do andamento da obra", comentou. Ele lembrou que das 700 estacas para o terminal de passageiros, 250 já foram batidas. "O ritmo (das obras) é frenético", analisou. A celeridade da obra é tamanha que o superintendente ressaltou que "a preferência para contratar é de empresas que montem sua estrutura dentro da obra para não perder tempo".

O diretor-executivo do Consórcio, Antônio Droghetti, declarou que este é um grande momento para mostrar a situação atual da obra. "Além disso, estamos no início das fundações, que é um marco deste processo todo. Essa é grande aposta no crescimento do Rio Grande do Norte", afirmou, lembrando que nenhum estado do Nordeste terá um equipamento de infraestrutura como este. Ainda de acordo com ele, a entrada em operação do aeroporto de São Gonçalo do Amarante representa um grande incentivo para o crescimento turístico e industrial. "Vejo como um grande hub logístico. O Consórcio investirá R$ 450 milhões durante a primeira fase, que vai até 2024", completou.

Droghetti informou que todos os projetos do Aeroporto foram entregues em julho à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e eles têm seis meses para analisar isso. "Como o estado é uma das cidades-sede da Copa, tivemos que adiantar o cronograma. Por isso, agradeço a governadora e aos secretários pela agilidade nos trâmites para a obra", disse.

Questionada acerca dos acessos ao aeroporto, Rosalba Ciarlini explicou que agora serão dois pontos para acessar a obra e que o projeto está licenciado aguardando trâmite federal para dar início aos trabalhos. A Governadora vê como uma "obra rápida" a questão dos acessos.

Com relação aos terrenos ao redor do aeroporto, o procurador geral do Estado, Miguel Josino, disse que as desapropriações foram concluídas. "São mais de 300 desapropriações e apenas cinco delas foram judicializadas. A PGE teve êxito no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ganhou o recurso especial", afirmou. Josino disse que foi enviado ofício a Governadora para que a Secretaria de Planejamento destine recursos à Procuradoria para que sejam pagas as desapropriações. "O Conselho de Desenvolvimento do Estado (CDE) já aprovou o repasse. A ideia é que sejam cinco parcelas e até dezembro deste ano todas as pessoas sejam pagas", informou.

A Governadora frisou a união dos esforços para todas as condições logísticas como forma de interligar o aeroporto de São Gonçalo com o Porto de Natal e as rodovias federais afim de promover maior dinâmica no transporte de cargas chegando ou saindo do Rio Grande do Norte.

O diretor de Infraestrutura Aeroportuária da ANAC, Rubens Vieira, disse que a Agência vai fiscalizar os projetos relativos à obra do aeroporto. Com relação ao São Gonçalo, ele declarou que o projeto está no ritmo normal e ressaltou a antecipação do prazo. "Não tenho dúvidas que esta obra vai operar dentro do que foi determinado pelo Consórcio junto ao Governo do Estado". Quanto aos projetos que estão na Agência, o diretor informou que "até 20 de setembro nossa intenção é entregá-los. Isso com um mês de antecedência. Estamos analisando o projeto básico e a dinâmica é o cronograma sendo entregue e analisado", explicou.

Consórcio lança perfil no twitter

O Consórcio Inframérica lança, neste segundo semestre, um canal para apresentar a evolução do projeto em São Gonçalo do Amarante. A página do twitter @AeroportoSGA trará informações cotidianas sobre status do projeto e próximos passos

Saiba mais

Além de atender a demanda do trade turístico, o aeroporto de São Gonçalo se constituirá em elo entre o estado e os investidores da economia local e regional. A posição estratégica do Rio Grande do Norte, que o deixa mais próximo de outros continentes, é um dos fatores importantes para consolidar o RN no setor aeroportuário.

A previsão dos representantes do Consórcio é que em abril de 2014 o novo aeroporto inicie suas operações e em junho do mesmo ano já esteja funcionando com toda sua estrutura e capacidade para atender a demanda da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

O Consórcio Inframérica, foi o vencedor do leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo com um lance de R$ 170 milhões, o que representou um ágio de 228,82% do valor inicial para os lances.

Aeroporto em números
400 empregos diretos e indiretos
Capacidade:
2014 - 4 milhões de passageiros
2024 - 6,2 milhões de passageiros
2038 - 11 milhões de passageiros
Área do terminal de passageiros: 40 mil m²
Estacionamento: 1.500 vagas
8 pontos de embarque e desembarque
45 posições para check-in
Terminal de cargas com 2.700 m²
Capacidade para operar até 10 mil toneladas/ano

Fonte: Assessoria Sedec


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo