Seturn - 17/01/22

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

02/06/2014 09h03

CGU proíbe agentes públicos de serem favorecidos para assistir à Copa

Servidores podem receber convites para representar órgão ou entidade, porém Controladoria deve saber motivo e atuação no Mundial

notícias relacionadas

Os agentes públicos federais estão proibidos de aceitar convites, ingressos, transportes ou hospedagens para assistir ou participar de eventos da Copa do Mundo Fifa 2014. É o que diz a orientação normativa publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (2), pela Controladoria-Geral da União (CGU).

O texto especifica que o conceito de agente público federal que aborda a normativa abrange servidores estatutários e empregados públicos.

Segundo a norma, a aceitação de convites ou ingressos está permitida em casos em que houver laços de parentesco ou amizade, sem vinculação com a condição de agente público, e desde que o seu custo seja arcado pela própria pessoa física ofertante, ou originários de promoções ou sorteios, mas também sem vinculação com condição de agente público.

A CGU permite ainda o favorecimento para assistir ao Mundial quando o agente público tiver de ir ao evento para representar seu órgão ou entidade, ou caso os ingressos sejam distribuídos pela Administração Pública, quando a ela concedidos pela Fifa, Subsidiária Fifa no Brasil, Comitê Organizador Brasileiro (COL) ou Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

No caso de participação ou atuação institucional, o órgão ou entidade deverá manter, à disposição dos órgãos de controle, registros que identifiquem o agente público participante, a origem dos ingressos ou convites e a motivação da participação ou atuação dele nos jogos.

*Fonte: Portal Brasil


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo