Seturn - 16/11

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

19/07/2011 16h31

Agropecuária lidera e RN tem melhor mês do ano na geração de empregos

Resultado trouxe uma elevação de 0,36% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada de maio.

Por: Felipe Gibson

notícias relacionadas

Impulsionado pelos bons desempenhos dos setores de Agropecuária e Serviços, o Rio Grande do Norte registrou um saldo de 1.407 novos empregos durante o mês de junho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira (19) no do Ministério do Trabalho e Emprego. O resultado foi o melhor do ano até o momento e trouxe uma elevação de 0,36% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada de maio.

O chefe da unidade estadual do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Aldemir Freire, explica que o desempenho positivo já era esperado. De acordo com o economista, os números negativos dos primeiros meses do ano - apenas abril teve mais contratações do que demissões - estavam dentro da expectativa e a tendência a partir de agora é que o saldo comece a melhorar.

Com 590 carteiras assinadas, a Agropecuária foi o setor que liderou a geração de empregos em junho. "As contratações vão se intensificar com o período de colheita da cana-de-açucar e cultivo no segmento da fruticultura irrigada, na qual está o melão", avalia Freire. Outro destaque ficou por conta dos Serviços, com 418 novos postos de trabalho.

O setor de Indústria de Transformação apresentou recuperação após o péssimo mês de maio, quando foram perdidos 754 empregos. Na ocasião o número foi influenciado pela Indústria Têxtil, que teve um saldo negativo de 773 carteiras assinadas. Neste mês a Indústria de Transformação gerou 161 novos postos, o terceiro melhor resultado entre os segmentos. Apenas a Administração Pública apresentou mais demissões que contratações, com -10.

"Pelo que vemos, este ano não será espetacular como 2010, mas a expectativa é que feche com um bom saldo positivo", conclui o economista. Até o momento, mesmo com os 1.407 empregos de junho, o RN acumula a perda de 1.703 postos de trabalho no semestre na série ajustada, que incorpora informações declaradas fora do prazo. Nos últimos 12 meses, verificou-se acréscimo de 5,04% no nível de emprego ou +18.683 postos de trabalho.

Municípios


Assim como no resultado geral, a Agropecuária também surtiu efeito positivo sobre o ranking da geração de empregos nos municípios. A safra do melão é apontada pelo economista Aldemir Freire como o motivo da liderança de Mossoró, que gerou 430 empregos em junho.

O município do Oeste Potiguar liderou com folga, deixando para trás Caicó, com 91 postos de trabalho e Natal, que teve 67 novas carteiras assinadas de trabalho.


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo