Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

10/11/2015 09h02

“Motores do Desenvolvimento” debate crise econômica e alternativas para retomada do crescimento

Jornalista Eliane Cantanhêde e economista Luiz Carlos Mendonça de Barros trouxeram visões bem peculiares do momento vivido pela economia nacional

notícias relacionadas

O presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, participou na manhã desta segunda-feira, 9, na sede da Federação das Indústrias do Estado (Fiern), de mais uma edição da série de seminários “Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte”, realizado pela Fecomércio, Fiern, UFRN e RG Salamanca, em parceria com o jornal Tribuna do Norte. O tema desta edição foi: “Brasil, vamos crescer!”, enfocando o momento de dificuldades porque passa a economia nacional. Entre os palestrantes, destaque para a colunista do jornal “O Estado de São Paulo”, Eliane Cantanhêde; e para o economista e ex-diretor do Banco Central e ex-presidente do BNDES, Luiz Carlos Mendonça de Barros.

Em sua fala na abertura do evento, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves reforçou uma preocupação que vem sendo externada pela Fecomércio RN: a necessidade de se ampliar os esforços e investimentos na atividade turística como um dos caminhos para se atravessar os momentos de dificuldades da economia, especificamente no caso do Rio Grande do Norte. “Vivemos um momento em que o dólar em alta está estimulando o turismo doméstico e o Rio Grande do Norte, por toda a sua vocação precisa tirar o máximo disso”, pontuou o ministro que também anunciou a garantia do investimento de R$ 5 milhões para conclusão das obras do teleférico da estátua de Santa Rita de Cássia na cidade de Santa Cruz. “Trata-se de um investimento importante para consolidarmos aquele pólo de turismo religioso, uma das vertentes mais importantes da atividade turística em todo o Nordeste”.

Já o governador Robinson Faria fez um balanço dos seus “dez meses” de gestão, reafirmando as dificuldades que vem enfrentando diante de tantas frustrações de receitas. Mas ele fez questão de pontuar os avanços que vem obtendo, sobretudo na reorganização administrativa do Executivo, e inclusive em alguns investimentos que tem conseguido viabilizar, como é o caso das obras de saneamento de Natal. O presidente da Fiern, Amaro Sales, reforçou que apesar da crise, é necessário encontrar alternativas para alavancar o desenvolvimento. “O momento atual exige um comprometimento em prol do coletivo, da construção de um ambiente de negócios favorável”.

“É extremamente importante debatermos causas, efeitos e soluções para o momento conturbado que nossa economia vive. Os números são preocupantes e a perspectivas muito sombrias. Só temos esperanças de retomarmos o crescimento da economia em 2017. Precisamos, portanto, ter alternativas, porque o Mercado não suporta mais um ano inteiro de maus resultados. Temos visto, no caso do RN, que o fortalecimento do turismo pode ser um bom começo para esta saída. Mas temos que vislumbrar outros pontos”.

Abrindo a parte técnica da 25ª edição do Motores do Desenvolvimento, a colunista do jornal “O Estado de São Paulo” e comentarista da GloboNews, Eliane Catanhêde, falou sobre “Crise de Credibilidade e Alternativas Políticas”. Para a jornalista, a crise econômica e a crise política estão ligadas uma à outra, e não há uma perspectiva próxima de melhora. “Nós estamos em meio a uma crise econômica e política como há muito não tínhamos. Mas, apesar disso, a sociedade avança. Hoje ela exerce sua cidadania de forma muito mais plena. Todos são informados, fiscalizam, criticam, cobram. E isso é muito positivo”.

Já o ex-presidente do BNDES e ex-diretor do Banco Central, Luiz Carlos Mendonça de Barros, ministrou a palestra “Perspectivas do Brasil diante da cirse”, e opinou que a crise econômica não é a maior pela qual o país já passou e não necessariamente está ligada à crise política. “A crise que vivemos hoje é diferente das anteriores porque vem de um excesso de crescimento. É o fechamento de um ciclo de crescimento que foi encerrado. E em períodos de grande crescimento econômico, inevitavelmente há um período de hegemonia política”. O economista também enxerga que “depois de um grande período acostumada à estabilidade, a população vai se acostumar com a situação, com as taxas de juros mais altas, e com a dificuldade financeira”.

Os dois primeiros palestrantes responderam às perguntas dos presentes, com a mediação do presidente da Fiern, Amaro Sales. O Motores do Desenvolvimento foi encerrado com as palestras do secretário estadual de Planejamento e das Finanças, Gustavo Nogueira, que falou sobre “Conjuntura e Perspectivas para o RN”; e da secretária municipal de Planejamento, Virgínia Ferreira, que falou sobre “Crise: Desafios e Oportunidades para a Gestão Municipal; seguidas de um debate mediado pelo vice-presidente da Fiern, Pedro Terceiro de Melo.

 

Fonte: Fecomércio RN


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo