Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

07/03/2012 18h57 - Atualizado em 07/03/2012 19h22

Anorc quer audiência com governadora

Caso Rosalba Ciarlini não resolva problemas do Idiarn, entidade pode acionar o Ministério Público

Por: Marcelo Lima

notícias relacionadas

A Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc) realizou ontem (06) à noite uma assembleia extraordinária com cerca de cem associados na sede da entidade, Parque Aristófanes Fernandes em Parnamirim.  Na pauta, o quadro urgente da defesa sanitária animal e vegetal no Estado, campo de responsabilidade do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn).

“Nós nos reunimos e decidimos pedir uma audiência especial com a governadora”, informou Marcos Teixeira, presidente da Anorc. O que assusta os produtores é a possibilidade de rebaixamento do Rio Grande do Norte no status de classificação da aftosa, que atualmente é de risco médio com vacinação. “Caso ela não resolva o problema, vamos procurar outros meios”, entre eles citou a Assembleia Legislativa e o Ministério Público.

Se o rebaixamento se confirmar, o rebanho ficaria confinado dentro do Estado sem possibilidade de comercialização. “Isso castraria a Festa do Boi porque não teria a participação de produtores de outros Estados”, exclamou o presidente da Anorc. A proibição da comercialização de produtos de origem animal e de material genético são outras restrições com as quais a pecuária potiguar pode ser penalizada.

Além de afetar a pecuária, a medida consequentemente prejudicaria outras atividades econômicas rurais. “O risco é muito grande para o agronegócio e para o Estado. Toda a cadeia produtiva pode ser afetada, carcinicultura, fruticultura e a própria agricultura”, completou.

A possibilidade de rebaixamento do status do Rio Grande do Norte ocorreu depois de uma auditoria do Ministério da Agricultura realizada ano passado. Várias recomendações do órgão federal ainda não foram cumpridas pelo governo do Estado. Muitas delas dizem respeito à estrutura do Idiarn.

Depois de uma reunião com a participação da governadora Rosalba Ciarlini e autoridades da área no Estado, o governo do Estado decidiu investir R$ 300 mil na manutenção dos veículos do Idiarn e para pagar diárias. Além disso, o instituto poderá convocar dois médicos veterinários, dois engenheiros agrônomos e um engenheiro florestal, todos aprovados em concurso público de 2008.

Os técnicos do Ministério da Agricultura realizarão nova auditoria nos Estados do Norte e Nordeste entre março e abril deste ano. A nova visita pode ser crucial para o status da aftosa no Rio Grande do Norte.

 


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo