Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

28/06/2011 09h57 - Atualizado em 28/06/2011 15h32

Federação da Pecuária apresenta proposta de melhorias para o programa do leite

A nomeação de um novo coordenador para o programa está entre os pedidos da categoria.

Por: Mara Rochele

notícias relacionadas

Motivado pela reunião realizada ontem, 27, com os produtores de leite do estado, o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte (Faern), José Vieira, procurou o secretário de Agricultura, Betinho Rosado, na manhã de hoje, 28, para apresentar novas propostas de mudança para programa do leite que beneficia cerca de 155 mil famílias em todo o estado.

Dentre os pedidos da categoria está a nomeação de um novo coordenador para o programa, segundo o presidente da Faern "há mais de 1 mês a Emater não dispõe de um gestor que acompanhe de perto o programa do leite. Além disso, centenas de pessoas que precisam do alimento não estão sendo beneficiadas por falta de um recadastramento".

A Federação da Agricultura e Pecuária do RN propõe também um novo modelo de gestão para o programa do leite envolvendo todos que estão ligados diretamente com a execução do projeto (Sethas, Emater, Idiarn, Sindicatos dos produtores, das indústrias, Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos e a Federação de Agricultura).

"Temos o intuito de criar uma comissão gestora com representantes de cada entidade responsável e fazer dentro de 90 dias um novo programa do leite que atenda com excelência toda a demanda" disse Vieira.

Outra questão polêmica levantada durante a reunião com o secretário Betinho Rosado será o pagamento dos atrasados referente ao ano de 2010.

Segundo o presidente da Faern "existe cinco quinzenas de 2010 em atraso" um valor equivalente da R$ 8,5 milhões que até agora não foi negociado com o governo.

Apesar do impasse se arrastar há meses a categoria está confiante "a governadora Rosalba Ciarlini é pediatra e sabe a importância da distribuição de leite para os que necessitam" ressaltou.

Na reunião, realizada nesta segunda, está também a solicitação para que os produtores rurais sejam isentos da apresentação do licenciamento ambiental para conseguir uma linha de crédito junto as instituições financeiras.

Atualmente, o financiamento só é liberado mediante a apresentação do documento. O presidente da Faern argumentou que "toda essa burocracia atrapalha os investimentos dos produtores rurais que muitas vezes querem fazer apenas manutenção em sua propriedade".

Cerca de 3,5 mil produtores fornecem leite exclusivamente ao programa.


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo