STTU 06/05/22

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

03/07/2012 09h05 - Atualizado em 03/07/2012 09h09

Governo dará incentivo fiscal para fortalecimento da cadeia produtiva da fruticultura

A governadora Rosalba Ciarlini visitou, nesta segunda-feira, 2, em Guarulhos, SP, a unidade de produção do grupo General Brands (GB), fabricante de sucos e outros produtos.

notícias relacionadas

A governadora Rosalba Ciarlini visitou, nesta segunda-feira, 2, em Guarulhos, SP, a unidade de produção do grupo General Brands (GB), fabricante de sucos e outros produtos. Acompanhada dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, e José Airton, da Tributação, Rosalba disse que o governo do Estado dará incentivo fiscal para a ampliação da indústria no Rio Grande do Norte, entendendo que a parceria permitirá o crescimento da fruticultura, significativamente.

Os empresários paulistas, que já estão no mercado potiguar com exportação de duas mil toneladas de polpa de frutas produzidas na antiga Fazenda Maísa, vão investir em sucos, chocolates, confeitos, gelatinas e chicletes, bem como na produção e exportação de água de coco e beneficiamento da polpa e casca do fruto.

Assim, a filial de Mossoró atenderá 40% da capacidade de mercado da indústria direcionada ao Norte e Nordeste. O projeto garante mercado para os trabalhadores dos assentamentos de El dourado de Carajás I e II, uma das maiores áreas de reforma agrária do país e todas as comunidades rurais do Estado. Serão convocados dez mil agricultores que receberão qualificação para o plantio de goiaba, laranja, acerola, maracujá, caju e outros tipos de frutas da região.

Além de inserir a agricultura familiar no agronegócio, a empresa garante comprar toda produção potiguar, decisão que a habilita a receber incentivo fiscal do governo. "Nossa determinação é a isenção do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias - ICMS, para as frutas compradas no RN, mas que tenham sido produzidas no Estado" esclarece a governadora, ressaltando que essa condição fortalecerá a fruticultura potiguar.

Com o funcionamento da nova unidade produtiva, o grupo espera dobrar o faturamento anual da empresa que hoje é R$ 200 milhões. O polo fruticultor potiguar vai exportar, tanto a polpa quanto o produto acabado, para a Europa, Ásia, África e Estados Unidos. Também vai ser referencia no mercado interno.

A governadora e comitiva foram recebidas pelos diretores Jose Domingues (Operacional); Neiva Maria Santos( Financeira), Isael Pinto (Comercial) e Talita Oliveira (Comercio Exterior e diretora da Fazenda Maísa). Os investidores deverão ir ao RN nos próximos dias para a assinatura do protocolo de intenções que legitimará a cooperação entre iniciativa privada/governo/agricultores.


 

 


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo