Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

30/03/2012 09h08 - Atualizado em 30/03/2012 09h33

Vendas do comércio em janeiro registram queda no RN

Fraco desempenho do setor turístico no RN leva comércio potiguar a começar o ano de 2012 com desaceleração nas vendas.

notícias relacionadas

De acordo com pesquisa divulgada na sexta-feira, 23.03, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume do chamado "Comércio Varejista" caiu 1,2% em janeiro, em relação ao mesmo período do ano anterior. O resultado foi o pior em seis anos. No caso do "Comércio Varejista Ampliado" que inclui os setores de materiais de construção e veículos, houve aumento nas vendas, de 2%. Mesmo assim, o percentual potiguar ficou bem abaixo da media nacional (que foi de 10,4%) e foi um dos piores do país.

"Em janeiro deste ano, tivemos uma média de ocupação de turistas entre 65% e 70%, enquanto em 2011 essa média foi além dos 90%. Em função disso, a queda nas vendas já era esperada. Não podemos esquecer ainda que a queda foi registrada em cima de um bom desempenho no ano passado. A base de comparação é alta", afirma o presidente da Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz.

O presidente ressalta também que o fato de que as vendas do comércio restrito (sem materiais de construção e veículos) são as mais impactadas pelo fluxo turístico. "Turista não vem aqui consumir nestes dois segmentos. Ele consome nos demais, justamente nestes segmentos que puxaram fortemente para baixo nossas vendas em janeiro. Considerando-se a soma dos dois indicadores, observamos que, sozinho, o Varejista Ampliado cresceu 3,9%, mas o percentual foi puxado pra baixo pelo desempenho negativo do varejo restrito", diz Queiroz.

O presidente pontua ainda que o trabalho que vem sendo feito pelas entidades ligadas ao setor turístico, com suporte do governo, para reverter esta tendência de redução no fluxo deve render frutos já na alta estação de julho, o que deve contribuir sobremaneira para os números finais de vendas retomarem o bom desempenho. "Mas ainda é muito cedo para fazermos projeções numéricas. Pelos dados que já andaram sendo divulgados dos setores de materiais de construção e veículos relativo a fevereiro, o segundo mês do ano também não deve ser muito animador. Vamos aguardar pelo menos até os dados de março e abril para podermos fazer um prognóstico mais embasado", afirma Marcelo Queiroz.

 

Fonte: Fecomércio RN


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo