Seturn - 16/11

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

09/09/2015 14h12

Fiern, Fecomércio, Faern, Fetronor e Sebrae detalham atuação do Sistema S no RN

Formado por um conjunto de entidades privadas, o Sistema S Rio Grande do Norte se volta para o setor produtivo do estado, que se estrutura nos pilares Comércio, Indústria, Agricultura e Transportes

notícias relacionadas

Formado por um conjunto de entidades privadas, o Sistema S Rio Grande do Norte se volta para o setor produtivo do estado, que se estrutura nos pilares Comércio, Indústria, Agricultura e Transportes. Sua finalidade é preparar, capacitar e qualificar para o mercado de trabalho, além de buscar a melhoria e promoção do bem estar social de seus colaboradores e da população em geral. Para apresentar a dimensão e importância dessas ações, as entidades resolveram editar a publicação “Sistema S Potiguar”, que será lançada em café da manhã a ser realizado na próxima sexta-feira (11.09), a partir das 8h, na sede da Federação do Comércio.

O Sistema S Potiguar está presente em todo o RN por meio do Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac); Serviço Social da Indústria (Sesi); Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (Sebrae); Serviço Social de Transporte (Sest); Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat); e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), atuando direta e decisivamente na promoção do desenvolvimento social e econômico do estado, e consequentemente na geração de emprego e renda para o povo potiguar.

Os números apresentados por cada uma das entidades que compõem o Sistema S Rio Grande do Norte mostram que, singulares, constroem um resultado plural. Somente no primeiro semestre de 2015, o Sistema Fecomércio RN realizou, por meio do Sesc, mais de 14 milhões de atendimentos; e nos últimos quatro anos, através do Senac, efetuou cerca de 150 matrículas dentro de um portfólio composto por 350 cursos.

Já o Sistema FIERN, por meio do Senai, somou entre os anos de 2014 e 2015 mais de 130 mil horas em serviços tecnológicos e de inovação. Outro número que se destaca no cenário de atuação da Fiern refere-se à quantidade de empresas industriais atendidas, no mesmo período, através do Sesi: 1.390. O Sebrae, por sua vez, calcula 196 mil horas de consultoria prestada até o final de 2015, e 46 mil empresas beneficiada pelo projeto “Negócio a Negócio”, o que evidencia o trabalho feito pela entidade junto às micro e pequenas empresas do estado.

Já o Sest e o Senat (entidades do sistema Fetronor) contabilizam, respectivamente, 47 milhões de trabalhadores atendidos em saúde e atividades de promoção social; e 10 milhões de pessoas capacitadas em programas de treinamento e formação profissional para o transporte. Ligado ao pilar da Agricultura, o Senar busca oportunizar a ampliação de conhecimentos para impulsionar a produtividade, e é neste sentido que a entidade calcula mais de 60 milhões de produtores e trabalhadores rurais atendidos em 20 anos de atuação.

Além de números relacionados aos resultados obtidos até aqui pelo Sistema S Rio Grande do Norte, a publicação trará detalhes sobre o que é cada uma dessas entidades e como elas atuam nas áreas de saúde, cultura, lazer, esportes, formação profissional e assistência.

Fonte: Fiern


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo