Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

25/07/2012 09h31 - Atualizado em 25/07/2012 10h47

Exportações do RN crescem 15% no primeiro semestre de 2012

Apesar de apresentar uma queda de 20% no mês de junho em relação ao mesmo período do ano passado, o RN fechou o semestre com alta no valor exportado.

Por: Marcella Mendes

notícias relacionadas

Apesar de apresentar uma queda de 20% no mês de junho em relação ao mesmo período do ano passado, o RN fechou o semestre com alta de 15% no valor exportado.

O Rio Grande do Norte está exportando mais do que no ano passado. Somente no primeiro semestre de 2012 registrou 15,9 milhões de dólares a mais, o que representa um crescimento de 15% no valor exportado.

De janeiro a junho de 2012, o estado contabilizou cerca de 122 milhões de dólares em produtos comercializados para outros países. Se comparado ao mesmo período de 2010 e 2011, essa é a primeira vez que o Estado exportou mais do importou, terminando o semestre com saldo positivo na balança comercial.

"As importações de material para a construção de parques eólicos impactaram negativamente na balança comercial nos dois últimos anos, agora algumas peças já são produzidas aqui", explica Otomar Lopes, Coordenador de Desenvolvimento Comercial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado.

O minério da região do Seridó e os pescados, em especial o atum, conseguiram gerar um incremento bem acima de 100%, o que refletiu positivamente nos números. Mas a castanha de caju ainda figura como o principal produto exportado pelo Rio Grande do Norte, representando mais de R$ 22 milhões no volume geral de exportações.

Apesar de a maioria dos produtos ser originada do agronegócio, a pauta de exportações do RN está sendo diversificada, o que para Otomar Lopes, contribui para o incremento.

O Coordenador de Desenvolvimento Comercial também ressalta a importância das exportações para o estado. "Apesar de não impactar diretamente no PIB, as exportações geram emprego e renda no interior. Em época de safra, há um aumento de quase mil funcionários nas empresas produtoras de melão em Mossoró".

Para o segundo semestre, a expectativa é que haja um incremento ainda maior, com o retorno das exportações de sal e açúcar, que no primeiro semestre estiveram voltados para o mercado interno. Além do sal e açúcar, outra expectativa é em relação a safra do melão, principal produto de exportação, prevista para começar em dezembro.

 

 


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo