Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

10/02/2012 16h43 - Atualizado em 10/02/2012 16h48

Sebrae define ações de apoio a cooperativas de crédito

O projeto capacita dirigentes e colaboradores das instituições financeiras e busca aumentar quantidade de cooperados

notícias relacionadas

O Sebrae no Rio Grande do Norte vai fortalecer e expandir o cooperativismo de crédito no estado. A iniciativa promoverá melhorias na gestão das instituições para ampliar o número de cooperados, com foco nas micro e pequenas empresas e empreendedores individuais (EI). A Credicom, com atuação na região Metropolitana de Natal, e a CrediSeridó serão as primeiras contempladas pelo projeto. Juntas, as duas instituições somam 1.904 cooperados.

A primeira reunião para definir as atividades deste ano foi realizada nesta semana. A equipe da instituição definiu as diretrizes do projeto para 2012 juntamente com representantes das cooperativas. Os dirigentes e colaboradores das áreas de liderança, desenvolvimento de equipes e atendimento das duas beneficadas serão capacitados. Além disso, o Sebrae no Rio Grande do Norte realizará sondagens de novos mercados e de satisfação dos cooperados. O projeto também incentivará a inovação tecnológica das participantes.

“O cronograma foi baseado nas prioridades apontadas pelas instituições. O Sebrae oferecerá suporte para que as cooperativas melhorem a gestão, desenvolvam novos produtos e alcancem novos mercados”, ressalta a analista de Orientação Empresarial da instituição, Ruth Suzana de Queiroz Maia. Segundo a analista, o Sebrae incentiva a participação das empresas de pequeno porte e empreendedores individuais (EI) nesse tipo de instituição financeira.

As cooperativas de crédito oferecem os mesmo serviços que os bancos, mas com juros significativamente menores. “Cada cooperativa estabelece suas próprias taxas, que são sempre inferiores às praticadas no mercado. Além do acesso a crédito por custo diferenciado, o cooperado está investindo no próprio negócio”, afirma Ruth Maia. Enquanto no sistema financeiro, o lucro resultante das operações fica para os bancos, na cooperativa de crédito, o saldo financeiro voltam para os cooperados na proporção das operações contratadas. Quando se desliga da cooperativa, o associado recebe o capital investido de volta.

O projeto de Cooperativismo de Crédito no Rio Grande do Norte foi implementado no ano passado por orientação do Sebrae Nacional. No estado, o foco estratégico do projeto é a melhoria da gestão empresarial e da governança, disseminação da cultura cooperativista, capacitação de RH, ampliação de recursos tecnológicos e expansão da rede de atendimento.

 

Fonte: Agência Sebrae/RN


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo