Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

15/07/2015 10h16

Comércio varejista registra o pior mês de maio desde 2001

notícias relacionadas

A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada hoje pelo IBGE, mostra que o volume de vendas do comércio varejista, em maio, recuou -0,9% na comparação com abril e -4,5% em relação a maio de 2014. O resultado mensal (-0,9%) foi o pior para o mês desde 2001. As maiores quedas ocorreram nos ramos de móveis e eletrodomésticos (-18,5%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-11,8%). No acumulado do ano as vendas recuaram 2,0% ante o mesmo período de 2014.

Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o crédito mais caro, cuja taxa de juros situa-se no patamar mais elevado em quatro anos, aliado à persistência da inflação e à deterioração do emprego e da renda, tem provocado uma desaceleração mais forte do setor em 2015.

Considerando-se os ajustes sazonais, a variação ante o mês de abril nas vendas de móveis e eletrodomésticos foi de -2,1%, e a de livros, jornais, revistas e papelaria, de -2,1%. Na mesma base comparativa, o varejo ampliado, que agrega os resultados do comércio automotivo (-4,6%) e de materiais de construção (-3,8%), acusou retração de 1,8%.

Diante da perspectiva de continuidade na tendência de encarecimento do crédito, de enfraquecimento do mercado de trabalho e de novas quedas na confiança do consumidor, a CNC manteve em -1,1% sua expectativa para o desempenho do volume de vendas do varejo restrito em 2015. Para o varejo ampliado, a entidade projeta queda de 6,5% ante 2014, principalmente em decorrência da perda de força do setor automotivo (-24,6%).

 

Fonte: CNC


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo