Seturn - 17/01/22

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

23/09/2014 07h49

Projeto dissemina cultura empreendedora entre crianças

No Rio Grande do Norte, 1.850 estudantes do ensino fundamental recebem noções de empreendedorismo com o projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP)

notícias relacionadas

O pequeno Rafael Nunes da Silva, de 8 anos, ainda não sabe ao certo o que pretende ser ao crescer. Mesmo assim, o menino terá a oportunidade de refletir sobre o assunto em sala de aula e levar a discussão para a família. O estudante do terceiro ano de uma escola da rede municipal na comunidade de Lagoa Comprida, zona rural da cidade de São Paulo do Potengi (a 75 quilômetros de Natal) é um dos beneficiados com a implantação do projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) na cidade. A iniciativa é resultado da parceria entre o Sebrae no Rio Grande do Norte e prefeituras locais.

De forma lúdica, Rafael Silva será introduzido no universo empresarial, aprendendo no colégio mais detalhes sobre coisas que já fazem parte da rotina de uma criança que mora no campo, no entanto, com um olhar mais empreendedor. São temas como as ervas aromáticas, os temperos naturais, os sabores e as cores. Na parte prática, aprendem os primeiros passos para empreender, com a oficina de brinquedos ecológicos e a locadora de produtos. Esse é o conteúdo repassado para estudantes do 1º ao 5º ano.  No Ensino Fundamental II, os adolescentes vão mais além e são capacitados para entender mais de empresas com a Eco Papelaria e o artesanato sustentável. Nesse nível, também são repassadas algumas tendências, como o empreendedorismo social e a inovação.

Desde o ano passado, o projeto já vinha sendo executada em escolas de cinco municípios e agora ganha um reforço com a implantação em São Paulo do Potengi, onde cerca de 500 alunos serão beneficiados, totalizando 1.850 estudantes potiguares contemplados. Durante uma semana, 37 professores da cidade foram capacitados para repassar a metodologia aos alunos. Isso porque eles são capacitados e habilitados para multiplicar junto aos alunos a proposta do curso, de acordo com cada um dos nove anos do ensino fundamental.

“É uma ferramenta fundamental para a formação da criança, unido teoria e prática já nos primeiros anos do sistema educacional. O aluno pode ser a via transformadora da realidade das famílias”, argumenta a professora Dalva Maria de Souza Marciel, uma das educadoras capacitadas, que acabou absorvendo também o conteúdo, o passo a passo para empreender, após mais de três décadas de sala de aula. “Aprendi a dinamizar as minhas aulas”, sintetiza.

O mesmo ocorreu com Maria Edilene Dias Pereira. Ela comanda as turmas do sistema multiseriado, que congrega estudantes do 1º ao 3º ano da escola municipal José Ribeiro de Lima. “Acredito que esse projeto pode mesmo mudar a vida dos meus alunos. É possível aprender de forma prática e mais, com conteúdo que pode modificar o futuro deles”, opina sobre o programa.

Solenidade
Nesta segunda-feira (22), alunos e educadores da rede pública de São Paulo do Potengi – a sexta cidade do Rio Grande do Norte a aderir ao programa – reuniram-se no ginásio de esporte da cidade para receber oficialmente o material didático do projeto, que pela primeira vez está sendo desenvolvido conjuntamente com o projeto de Desenvolvimento Econômico Territorial. Graças a esse esforço concentrado, o projeto atenderá a todos estabelecimentos de ensino da rede pública do município, enquanto que normalmente contempla apenas uma escola por cidade.

A solenidade de entrega do material contou com a presença de representantes do Sebrae e do prefeito de São Paulo do Potengi, José Leonardo Cassimiro de Araújo, também conhecido como Naldinho, que assinou o termo do convênio para desenvolvimento das ações. “Essa parceria entre o Sebrae e prefeitura é importante porque pode mudar toda uma cultura vigente. Vamos ter uma geração nova que já vai estar familiarizada com a cultura empreendedora e que poderá repassar isso, como efeito multiplicador, para pais e mães. Através dessas crianças, o empreendedorismo adentra os lares de São Paulo do Potengi”, defende o gestor público.

Conteúdos
A proposta do Jovens Empreendedores Primeiros Passos é disseminar a cultura empreendedora  entre estudantes dos ensinos fundamental I e II.  O projeto também orienta sobre plano de negócios, de maneira a estimular os comportamentos empreendedores entre crianças e adolescentes, incentivando os alunos à prática do empreendedorismo e o protagonismo juvenil. De maneira prática, são repassados conceitos acerca da cultura da cooperação, inovação, ecossustentabilidade, ética e cidadania. O projeto conta com o empenho dos professores, que são capacitados pelo Sebrae para transmitir a metodologia entre a turma durante três meses por ano.

“A ideia é trabalhar a cultura do empreendedorismo ainda na educação de base. Queremos disseminar essa cultura e trabalhar as características empreendedoras entre os estudantes desde cedo”, explica o gestor do Programa Nacional de Educação Empreendedora no Sebrae-RN, Everton Lucena

O projeto JEPP faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae, que visa estimular o empreendedorismo nos três níveis de educação do País. No Rio Grande do Norte, o JEPP já funciona nas cidades de Maracajaú, Messias Targino, Natal, Parnamirim e São José do Seridó, além de São Paulo do Potengi. A meta é levar a iniciativa para outras 10 escolas em 2015.

*Fonte: Sebrae RN


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo