Seturn - 17/01/22

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

26/06/2013 09h24

Otimismo dos pequenos negócios do RN cresce em junho

O Índice de Confiança dos Pequenos Negócios (ICNP) no Rio Grande do Norte registrou 114 pontos. Cresce também expectativa de contratação e de faturamento para o trimestre

notícias relacionadas

Proprietários de empresas de pequeno porte no Rio Grande do Norte têm demonstrado mais confiança nos rumos que a economia brasileira tem tomado. Depois de um leve recuo no mês passado, o Índice de Confiança dos Pequenos Negócios (ICNP) no estado voltou a subir em junho, demonstrando o otimismo do empresariado potiguar na situação econômica. O indicador chegou a 114 pontos, dois a mais que o registrado em maio. Na análise de especialistas, o otimismo da classe produtiva está relacionado ao volume recorde de crédito concedido no mês e ao aumento da renda média dos trabalhadores, que influenciaram positivamente a confiança dos empreendedores potiguares, assim como aconteceu no restante do País. O ICNP nacional alcançou 116 pontos.

O levantamento mensal do ICNP é realizado pelo Sebrae, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), e divulgado com base em informações apuradas no mês anterior. No Nordeste, o índice ficou em 120 pontos, o segundo melhor entre as regiões brasileiras, atrás apenas do Norte (122 pontos) e quatro pontos a mais que a média brasileira. Nacionalmente, os setores que se mostraram mais confiantes foram os de Comércio e Serviços. A pesquisa não analisa o desempenho dos setores por estado.

Para se chegar ao indicador, são levadas em conta considerações estatísticas da combinação do Índice da Situação Atual (ISA) – que expressa as expectativas dos empresários a partir da situação do negócio no mês vigente à pesquisa, neste caso maio – e do Índice de Situação Esperada (ISE), que mede a expectativa de Microempreendedores Individuais (MEI), microempresários e empresário de pequeno porte para o trimestre (maio/junho/julho).

O indicador o ISA do Rio Grande do Norte em maio subiu de 94 pontos, registrados no mês anterior, para 99 pontos, expressando a confiança dos potiguares no período de realização das entrevistas e freando o ritmo negativo, registrado de março para abril. Já a expectativa para os próximos meses também registrou crescimento no comparativo com o mês anterior, só que mais tímido. O indicador ISE cresceu apenas um ponto, passando de 129 para 130 pontos.

Receitas e contratações

Em relação ao faturamento, 19% dos empresários potiguares esperam conseguir aumento de receita no mês, enquanto 62% acreditam que o fluxo deve permanecer estável e 20% prevêem redução no faturamento em junho. Para o trimestre, a expectativa é melhor. 54% dos entrevistados antevêem crescimento de receita e 42% crêem em estabilidade no quesito faturamento até julho. Apenas 4% acham que vão ter desempenho negativo no trimestre nessa área.

A pesquisa mensal do Sebrae e Fipe também mede a expectativa dos empresários potiguares quanto à massa trabalhadora empregada formalmente. No mês, 4% dos pequenos empregadores esperam contratar mais e 91% descartam a possibilidade de contratação, mantendo o quadro atual de funcionários. 5% fala em demissão. Para o trimestre (mio/junho;julho), a expectativa melhora. 10% prevêem aumento, 89% estabilidade e apenas 1% redução no número de empregados.

O Índice de Confiança dos Pequenos Negócios (ICPN) é medido em uma escala que varia de 0 a 200. Acima de 100, o indicador aponta tendência de expansão das atividades, enquanto abaixo desse valor direciona para possível retração. A pesquisa abrange amostra de 5,6 mil empreendimentos de todos os setores – Indústria, Comércio, Serviços e Construção Civil, entre microempreendedores individuais, microempresas (que faturam entre R$ 60 mil e R$ 360 mil por ano) e negócios de pequeno porte (com faturamento bruto anual entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões).

As entrevistas foram realizadas em maio de 2013 e apresentam o nível de atividade de abril de 2013 (ISA), as Expectativas (ISE) para os próximos três meses (mai/jun/jul) e o Índice de Confiança dos Pequenos Negócios (ICPN) de maio, que serve de parâmetro para junho para efeitos de divulgação.

*Fonte: Agência Sebrae RN


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo