Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

19/11/2014 09h15

Empresômetro é lançado na CNC

As MPEs representam a quase totalidade das empresas no Brasil, sendo essenciais para a economia brasileira.

notícias relacionadas

O Empresômetro MPE, um portal que fornece informações em tempo real sobre as micro e pequenas empresas brasileiras, foi lançado ontem, 18 de novembro, na Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em Brasília, com a presença do ministro da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, durante a 24ª Reunião do Fórum Permanente das Micro e Pequenas Empresas. Representando o presidente da CNC, o vice-presidente da entidade, Adelmir Santana, considerou o lançamento do Empresômetro uma iniciativa de significativa importância.

“O Ministério da Micro e Pequena Empresa, a CNC e outros organismos se uniram para dotar o País de informações relevantes para a definição de políticas públicas e sindicais. Por meio desse site, fazermos chegar ao universo das empresas subsídios de grande importância para tomada de decisões”, informou Adelmir.

O consultor da Presidência da CNC Roberto Nogueira Ferreira destacou o trabalho como instrumento de grande valor para dar conhecimento à sociedade brasileira, Governo, entidades de classe e sindicatos de dados e informações que, até agora, eram de difícil acesso.

“O interessado encontra no portal a número de empresas por município, por segmento, por setor de atividade, discriminando em especial aquelas de micro e pequeno porte. É uma excelente ferramenta para a formulação de políticas públicas, para atuação das entidades, inclusive do campo sindical, para o próprio planejamento empresarial e para se conhecer a necessidade de qualificação profissional por setor em cada município brasileiro”, afirmou.

Segundo o consultor, é um instrumento que aos poucos vai se aprimorar, mas que já tem muita relevância no meio político empresarial. Para finalizar, Nogueira indicou o caminho de consulta aos interessados: “empresometro.cnc.com.br”.

Ao apresentar o Empresômetro, o ministro Afif Domingos disse que, “com apoio da CNC, esse novo instrumento resume o esforço de todos voltado para a criação de mais empresas. A ferramenta é capaz de medir o empreendedorismo no Brasil, através do numero de empresas que abrem e fecham, município por município, classificados também por setor, e focado na micro e na pequena empresa. Portanto, é uma espécie de demonstração cotidiana de um trabalho, pois quanto mais empresas forem abertas no Brasil, mais prestigiado e qualificado será o nosso esforço”.

Segundo o ministro, o monitoramento leva, ainda, “a uma prática sadia do comércio: da concorrência com o vizinho”, ao fomentar o comparativo entre as regiões e municípios, e estimular o empreendedorismo, com novas políticas públicas voltadas para o comércio.

O presidente do Sebrae, Luiz Barretto, comentou a simplificação e a diminuição da burocracia como caminhos muito importantes. “O Simples é uma Lei viva, já passou por outras transformações, e nós caminhamos a partir desse estudo para que possamos aperfeiçoar a legislação, incorporando todos os segmentos. Hoje temos um ‘não estímulo’ ao crescimento, e estamos trabalhando contra isso”.

Participaram do lançamento integrantes e convidados do Fórum Permanente e da CNC, autoridades, representantes dos Fóruns Estaduais das unidades da Federação, de instituições e órgãos públicos, do Sebrae e das entidades de representação e apoio ao segmento empresarial, além do empresariado local.

O Empresômetro

Desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) especialmente para a CNC e a SMPE, o Portal contém estatísticas das MPEs e do Simples Nacional, monitora em tempo real a abertura e o fechamento dessas empresas, por cidade, estado e atividade econômica, entre outras informações relevantes sobre o setor.

Com mais de 13 milhões de empreendimentos cadastrados, o sistema também serve como termômetro da economia brasileira. O Empresômetro aponta cerca de 4 mil novas micro e pequenas lançadas por dia neste ano. São Paulo é responsável por mais de um quarto delas, com média diária de 1.108 inaugurações. Na sequência, aparecem Minas Gerais (411) e Rio de Janeiro (348). O segmento de vestuário e acessórios lidera o ranking de segmento com mais micro e pequenas empresas em atividade, seguido pelo varejo de alimentos e por lanchonetes e similares.

Atualmente, as MPEs representam a quase totalidade das empresas no Brasil, sendo essenciais para a economia brasileira por sua capacidade de geração de emprego e renda, participando com mais de 27% do PIB nacional.

*Fonte: CNC


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo