STTU 06/05/22

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

25/01/2011 17h13

Chuvas atrapalham atividades turísticas na capital potiguar

Setores ainda não sentiram impacto financeiro, mas reconhecem prejuízos à imagem de Natal

notícias relacionadas

Apesar de ainda não ter um impacto financeiro sobre o turismo, as chuvas que vêm caindo nos últimos dias tem atrapalhado os serviços turísticos. O principal efeito negativo observado pelos que trabalham no setor é o prejuízo à imagem da capital potiguar como um destino conhecido pelo binômio Sol e Mar.

Na Dandara Turismo e Eventos, empresa que trabalha com receptivos na capital potiguar, nenhum pacote ou passei foi cancelado até o momento, porém as reclamações em relação ao clima têm ocorrido. "Os serviços tem sido prestados e não estão havendo cancelamentos. O que vem sendo sentido são as reclamações dos turistas devido às chuvas", explica o consultor de viagens da Dandara, Danilo Sales.

De acordo com ele, a insatisfação dos clientes quanto ao clima prejudicam a imagem da cidade como destino de quem procura sol e praias. Para Sales, os prejuízos podem acontecer futuramente, caso os turistas levem isso em conta para as próximas viagens a Natal.

Para o setor de hotéis, as chuvas ainda não refletiram nas ocupações, que vêm mantendo bons números em janeiro. Segundo o diretor executivo da Associação Brasileira de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH/RN), Pedro Nogueira, a ocorrência de chuvas em no máximo dois dias seguidos não é suficiente para repercutir negativamente.

"Se chegar a chover uma ou duas semanas direto aí sim passa a ter repercussão. Como vem acontecendo, não há oscilação", avalia Nogueira. O diretor executivo da ABIH adianta que janeiro deve fechar com ótimo índice em 2011. "Esperamos fechar o mês perto dos 90% de ocupação", completa.

Do turismo, um setor que vem sentindo o impacto das chuvas é o de passeios de buggy. O presidente do Sindicato dos Bugueiros
Profissionais (Sindbuggy), Paulo Henrique Severo, conta que a procura tem de fato caído nos dias chuvosos.

Para ele, um dos os fatores mais influentes são as previsões de tempo, que fazem os turistas evitar a praia. Outro ponto é o fato da alta estação ser mais longa neste ano.

De acordo com Paulo Henrique Severo, a demanda tem ficado segmentada com o longo período de alta estação, o que vem deixando o movimento de passeios menor que anos anteriores. "E ainda temos o tempo chuvoso, o que só prejudica", finaliza.


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo