Seturn - 16/11

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

25/09/2015 09h36 - Atualizado em 25/09/2015 09h43

Dias prevê queda do desemprego no país em agosto quando divulgar o Caged nesta sexta-feira

os números deverão mostrar patamar inferior aos 157.905 postos de trabalho com carteira assinada fechados no país, em julho.

notícias relacionadas

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, estimou nesta quinta-feira (24) que hoje (25), quando divulgar, no Rio, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de agosto, os números deverão mostrar patamar inferior aos 157.905 postos de trabalho com carteira assinada fechados no país, em julho.

O ministro não quis comentar pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apontou taxa de desemprego de 7,6% em agosto, contra 5% em igual mês do ano passado, mas admitiu que, mesmo com redução do fechamento de vagas, o cenário permanecerá negativo.

“É negativo, mas você não acaba (com isso) abruptamente também”, afirmou Manoel Dias, cuja expectativa é que, em 2016, haja uma recuperação mais forte da capacidade de investimento, “que implicará na capacidade de geração de emprego”.

Manoel Dias afirmou que a causa para a redução do emprego é a conjuntura atual. “É o momento que nós estamos vivendo. Vivemos um momento de dificuldade. É lamentável a perda de cada emprego”. Para o ministro, duas coisas são essenciais para o povo trabalhador: casa e emprego. Ele lembrou que, no primeiro governo de Dilma Rousseff, foram criados cerca de cinco milhões de empregos. A partir de janeiro deste ano, contudo, começou a redução de postos de trabalho.

O ministro acredita, entretanto, que a partir do desenvolvimento de políticas ativas, será possível  retomar a capacidade de geração de emprego, por meio de investimentos. Dias destacou que a contratação de R$ 84 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço para construção de moradias significará a geração de 3,7 milhões postos de trabalho somente nessa área.

Manoel Dias inaugurou hoje a primeira agência do ministério em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, e a 11ª na capital do estado. No estado do Rio de Janeiro, são 57 unidades do MTE em funcionamento. A nova agência funcionará das 7h às 19h. Ela prestará, inicialmente, atendimento sobre seguro-desemprego e emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), que será confeccionada no próprio local e entregue ao trabalhador no mesmo dia. Ao todo, serão atendidos por dia cerca de 40 carteiras de trabalho e 34 seguros-desemprego.

 

Fonte: Agência Brasil


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo