SELECT depoimentos.*,usuarios.nome as 'autor', usuarios.email as 'email', usuarios.funcao as 'autorfuncao' FROM depoimentos INNER JOIN usuarios ON (depoimentos.idusuario = usuarios.idusuario) WHERE (depoimentos.ativo > 0) AND (depoimentos.idusuario = 30) ORDER BY depoimentos.datacadastro DESC LIMIT 20,5 Portal Mercado Aberto
Seturn - 27/09

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

O que muda com a alta da SELIC.

27/02/2014 12h09

 

Ontem (26/02/14) o Comitê de Política Monetária (COPOM) revisou mais uma vez para maior a taxa básica de juros do país, a Taxa SELIC.

Por ser uma taxa de curtíssimo prazo, pois é a taxa de financiamento interbancário para operações de um dia, ou overnight, e também por refletir o risco do governo, a taxa SELIC é referência para todas as outras taxas da economia. Apurada pelo Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic), a taxa interfere diretamente em investimentos indexados a ela, como por exemplo Fundos DI, CDBs, alguns títulos públicos e Letras de Crédito.

Devido a boa parte da carteira dos fundos DI ser composta de papéis pós-fixados, ou seja, seguirem a rentabilidade da taxa SELIC, a rentabilidade dos fundos acompanha movimentos de alta ou de baixa da taxa básica, bem como as outras modalidades de investimentos já mencionadas.

Portanto, a rentabilidade destes títulos deve acompanhar mais essa revisão de alta estabelecida pelo COPOM e assim melhorar os rendimentos dos investidores de títulos de renda fixa.

A projeção esperada para a SELIC até o final do ano de 2014 é nos patamares de 11,25%a.a., dos quais já se encontra a partir de hoje em 10,75%a.a.

Altas da taxa básica de juros refletem na maior aversão ao risco de renda variável por parte dos investidores, portanto normalmente os investidores tendem a investir mais em papéis de renda fixa do que em renda variável.

 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

 

Indicadores (pesquisa focus)

 

17/02/14

%

SELIC

11,25

IPCA

5,93

CÂMBIO

2,48

IGP-M

5,98

PIB

1,79

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

1,93

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,80

 

 


Setor de EDUCAÇÃO deve apresentar resultados POSITIVOS.

25/02/2014 11h16

A safra de balanços referente ao quarto trimestre de 2013 (4T13) do setor de educação deverá começar em 27 de fevereiro, com a primeira divulgação sendo da Abril Educação S.A. (ABRE11).

Em seguida, no dia 18 de março, a Kroton (KROT3) divulgará também o seu resultado, acompanhada da Estácio, no dia 20. E por fim, a Anhanguera (AEDU3) anunciará os seus dados trimestrais no dia 27 de março.

Os analistas de mercado esperam que a Estácio e a Kroton apresentem bons resultados no 4T13, com crescimento de receita líquida, bem como das margens de rentabilidade operacionais, como aconteceu nos trimestres anteriores.

A Anhanguera deve apresentar uma evolução apenas no que diz respeito ao trimestre anterior, mas ainda com uma performance relativamente fraca.

A Abril Educação, estima-se, provavelmente terá um avanço da receita líquida em relação ao mesmo período de 2012. Esse avanço se deve a aquisições realizadas no período e concentração do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático) no 4T13.

 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

Indicadores (pesquisa focus)

 

17/02/14

%

SELIC

11,25

IPCA

5,93

CÂMBIO

2,48

IGP-M

5,98

PIB

1,79

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

1,93

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,80

 

 

 

 


Sucesso em captação faz VALE disparar no pregão.

29/01/2014 16h32

 

Em meio a um cenário cada vez mais complicado para a economia brasileira, as ações da gigante mineradora VALE (VALE3 e VALE5) apresentam forte alta no pregão da BOVESPA desta quarta-feira dia 29/01/14.

O movimento de alta dos papéis da mineradora refletem o sucesso de uma captação de R$ 750 milhões em títulos de até quinze anos, sem imposto.

Como a empresa detém algo em torno de 12% do índice referência do mercado brasileiro, o IBOVESPA, o mesmo tem a ajuda da alta dos mais de 4% de alta da VALE e tem uma performance menos negativa neste dia.

As ações estão operando nos patamares de R$ 33,20 para VALE3 e R$ 30,00 para VALE5.

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

 


SARAIVA registra crescimento de vendas no BLACK FRIDAY.

04/12/2013 10h54

 

A Saraiva informou que, na última sexta-feira 29 de novembro (Black Friday) registrou crescimento de cerca de 80% nas vendas, na comparação com os pedidos do mesmo período de 2012.

Segundo a empresa, o seu volume de vendas dobrou se comparado à Black Friday do ano anterior, e no segmento de e-commerce, chegou a processar no horário de pico, um volume três vezes superior a 2012.

 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

Indicadores (pesquisa focus)

 

02/12/2013

%

SELIC

10,00

IPCA

5,92

CÂMBIO

2,40

IGP-M

5,98

PIB

2,11

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

2,50

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,50

 

 

 


AÇÕES mais recomendadas para o mês.

13/11/2013 11h53

Com a alta do IBOVESPA no mês de outubro de 3,6% e em setembro de 4,6%. As carteiras recomendadas pelas principais corretoras de valores do país mantiveram um tom mais agressivo e simpatizante do risco.

Como de praxe este ano, a Vale (VALE5) manteve-se em liderança e foi citada em 18 relatórios de corretoras. A recomendação da empresa por parte das corretoras é proveniente de vários motivos. Segundo o relatório da Um Investimentos, os principais motivos são: a sólida geração de caixa, os múltiplos atrativos e o baixo nível de endividamento. Também deve-se considerar a expectativa de que os custos operacionais continuem recuando e a provável melhora da rentabilidade nos próximos trimestres.

 Em segundo lugar aparece o ItaúUnibanco (ITUB4), mas desta vez junto com as ações preferenciais da Petrobrás (PETR4), ambas com 13 citações em relatórios.

Como outros destaques de ações recomendadas para carteiras foram: Pão de Açúcar (PCAR4), Cosan (CSAN3), Gerdau (GGBR4), Suzano (SUZB5), CCR Rodovias (CCRO3), Duratex (DTEX3), Kroton (KROT3) e Ultrapar (UGPA3).

 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

Indicadores (pesquisa focus)

 

04/11/2013

%

SELIC

10,00

IPCA

5,85

CÂMBIO

2,25

IGP-M

5,79

PIB

2,50

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

1,77

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,50

 

 

 


Anterior1|2|3|4|5|6|7|8|9|10|11|12|13|14|15|16|17|18|19Próxima

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo