SELECT depoimentos.*,usuarios.nome as 'autor', usuarios.email as 'email', usuarios.funcao as 'autorfuncao' FROM depoimentos INNER JOIN usuarios ON (depoimentos.idusuario = usuarios.idusuario) WHERE (depoimentos.ativo > 0) AND (DATE(depoimentos.datacadastro) >= '2014-04-01') AND (DATE(depoimentos.datacadastro) <= '2014-04-30') AND (depoimentos.idusuario = 30) ORDER BY depoimentos.datacadastro DESC LIMIT 0,5 Portal Mercado Aberto
Prefeitura

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

MAGAZINE LUIZA vai recomprar ações do mercado.

25/04/2014 10h49

 

Após o encerramento de processo de recompra de 5 milhões de ações em um processo iniciado em setembro de 2013, a companhia anunciou ontem (24/04/14) que irá iniciar um novo processo de recompra de ações. As ações recompradas foram canceladas sem a redução do capital social, e o processo que estava previsto para durar 1 ano, durou 5 meses.

Serão recompradas mais 5 milhões de ações ordinárias da empresa, o que representa atualmente 2,75% do total de ações emitidas pela companhia e 9,25% das ações em circulação (free float).

O novo programa tem validade de 1 ano e deverá ser encerrado em 24 de abril de 2015.

A aquisição será em bolsa de valores, a preço de mercado.

A notícia é marginalmente positiva para os papéis da companhia.

 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

Indicadores (pesquisa focus)

 

22/04/14

%

SELIC

11,25

IPCA

6,51

CÂMBIO

2,45

IGP-M

7,20

PIB

1,63

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

1,40

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,80

 

 

 


Empréstimo para setor de ENERGIA fica acima do previsto.

10/04/2014 10h47

 

 Notícia positiva para as companhias distribuidoras de energia elétrica.

O Valor Econômico veiculou notícia de que, o empréstimo dos bancos para cobrir o rombo das distribuidoras de energia ficou acima do previsto e chegará a R$ 11,2 bilhões, conforme informado pelo Ministério da Fazenda.

Com essa alteração, o reajuste praticado pelas companhias, previsto entre 8% e 9% a partir de 2015, será ainda maior. Somado com outros R$ 13 bilhões liberados pelo Tesouro Nacional neste ano, o setor elétrico terá um injeção total de R$ 24,2 bilhões em 2014. Essa conta será inteiramente paga pelos consumidores finais nos próximos anos.

 Vão participar do empréstimo os bancos Bradesco, Itaú Unibanco, Santander, BTG Pactual, Citibank, JP Morgan, HSBC, Votorantim, Credit Suisse, Bank of America, Goldman Sachs e os bancos públicos Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

 O ministério da Fazenda detalhou como será a operação que reunirá 13 instituições em um pool de bancos para garantir o financiamento à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O dinheiro será repassado às distribuidoras para custear o gasto maior da energia provocado pelo acionamento das usinas termelétricas.

 

 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

Indicadores (pesquisa focus)

 

04/04/14

%

SELIC

11,25

IPCA

6,35

CÂMBIO

2,45

IGP-M

7,17

PIB

1,63

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

1,50

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,80

 

 

 


Analistas dizem que é preciso cautela em Abril.

02/04/2014 11h39

 

Conforme é de costume entre os analistas, em relatórios mensais, os mesmos recomendam direcionamentos para os investidores de acordo com a conjuntura macroeconômica.

Para o mês de abril de 2014, os analistas destacam que é importante manter cautela, devido a alguns fatores que podem interferir na volatilidade dos mercados.

No dia 15 de abril serão divulgados dados referentes ao crescimento do primeiro trimestre do ano da China. Também será realizada, no final do mês, a reunião do Federal Reserve (FED), banco central americano, que não deve trazer muitas novidades mas deve confirmar a manutenção da redução de estímulos à economia do país.

No Brasil, serão monitoradas a reunião do Comitê de Política Monetária (COPOM), que pode definir uma nova elevação da taxa básica de juros, a Selic, e também a divulgação de balanços de resultados de empresas nacionais do primeiro trimestre de 2014, que podem repercutir nos resultados do mês de maio.

Segundo os analistas das principais corretoras do Brasil, a alta da Bovespa no mês de março foi puxada principalmente pela melhoria no cenário internacional, com destaque para os Estados Unidos, e também pela boa reação do mercado diante da queda de popularidade da atual presidente do país.

As carteiras recomendadas das corretoras também fecharam o mês de março com resultados positivos.

 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

Indicadores (pesquisa focus)

 

31/03/14

%

SELIC

11,25

IPCA

6,30

CÂMBIO

2,46

IGP-M

7,18

PIB

1,69

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

1,38

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,70

 

 

 



Av. Senador Salgado Filho, 2190 - Ed. Portugal Center - 207/209 - Fone: (84) 3206-9578
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo