SELECT depoimentos.*,usuarios.nome as 'autor', usuarios.email as 'email', usuarios.funcao as 'autorfuncao' FROM depoimentos INNER JOIN usuarios ON (depoimentos.idusuario = usuarios.idusuario) WHERE (depoimentos.ativo > 0) AND (DATE(depoimentos.datacadastro) >= '2013-09-01') AND (DATE(depoimentos.datacadastro) <= '2013-09-30') AND (depoimentos.idusuario = 30) ORDER BY depoimentos.datacadastro DESC LIMIT 0,5 Portal Mercado Aberto
Prefeitura

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

Concordata da OGX é inevitável, segundo analistas.

30/09/2013 12h34

Analistas consideram as chances de pedido de falência por credores da OGX remotas, devido ao seu passivo altamente pulverizado. Segundo eles, é muito complicado conseguir unanimidade entre os credores para um acordo extrajudicial, principalmente os financeiros.

Diante do impasse, a recuperação é a única alternativa para se buscar um acerto que contemple todo o universo de credores. Um pedido de falência feito por qualquer credor poderia precipitar a recuperação que a OGX vem tentando postergar ao máximo.

Devido ao vencimento de uma dívida de US$ 45 milhões estar se aproximando (1° de outubro de 2013), o alerta para um possível pedido de concordata foi acionado no mercado financeiro e pode atrapalhar a vontade de pedido de falência dos credores.

A petroleira de Eike Batista já vem tentando uma reestruturação de sua dívida há tempos, para isso contratou o BTG Pactual, Angra Partners, BlackStone e Lazard.

Do ponto de vista de preço, um pedido de recuperação desvaloriza os ativos de uma companhia. Assim, considera-se como ideal o fechamento das operações previamente.

                                                 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

 

Indicadores (pesquisa focus)

 

23/09/2013

%

SELIC

9,75

IPCA

5,81

CÂMBIO

2,33

IGP-M

5,20

PIB

2,40

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

2,10

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,70

 

 

 


EMBRAER compra totalidade de empresa de sistemas de defesa.

25/09/2013 13h52

     Em comunicado veiculado ao mercado, a fabricante de aeronaves Embraer informou que sua subsidiária Embraer Defesa & Segurança comprou os 50% restantes das ações da Atech Negócios em Tecnologia, que presta consultoria especializada, estratégia e inteligência de segurança nacional.

     Anteriormente a Embraer já era detentora de 50% de seu capital desde abril de 2011, quando adquiriu as ações por R$ 36 milhões. O valor desta transação de agora não foi revelado pela empresa.

     A Atech foi responsável por desenvolver para a Aeronáutica, o sistema usado no controle de tráfego aéreo e desenvolve uma série de softwares para as forças armadas.

     A notícia é positiva para os papéis da empresa (EMBR3), que no momento está em alta no pregão da BOVESPA de 2,83%, sendo cotados ao preço de R$ 18,44.

 

Adm. Roberto Davi Miranda

Consultor Financeiro

e-mail: robertodavi22@hotmail.com / Twitter: @rdavimiranda

Indicadores (pesquisa focus)

 

23/09/2013

%

SELIC

9,75

IPCA

5,81

CÂMBIO

2,33

IGP-M

5,20

PIB

2,40

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

2,10

RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

34,70

 

 

 



Av. Senador Salgado Filho, 2190 - Ed. Portugal Center - 207/209 - Fone: (84) 3206-9578
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo