Seturn - 17/01/22

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

11/11/2011 17h59 - Atualizado em 11/11/2011 18h09

Gasolina comum sobe 1,82% em Natal

Pesquisa de preço do Procon mostra que mais da metade dos postos da capital aumentaram o preço da gasolina

notícias relacionadas

Pesquisa realizada pelo Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal (Procon Natal), sobre o preço dos combustíveis constatou que a gasolina comum subiu, em média, 1,82%, em relação à última pesquisa realizada pelo instituto há três semanas. A gasolina aditivada também está mais cara (aumento médio de 1,90%), enquanto o etanol registra redução média de 0,24%, assim como o diesel (-0,06%) e o gás natural veicular (-1,20%). O gás de cozinha manteve-se estável.

A pesquisa foi feita em 07/11/11 (segunda-feira) junto a cento e vinte e oito (128) postos de combustíveis de Natal e de Nova Parnamirim, dos quais quatro (04) estavam fechados no dia da pesquisa. 

Gasolina

A Gasolina comum, que custava R$ 2,586 na última pesquisa, agora está custando R$ 2,633, correspondendo a um aumento médio de 1,82%. A diferença entre o maior (R$ 2,699) e o menor preço (R$ 2,529) da gasolina é de 6,72%, equivalendo a dezessete centavos por litro. O menor preço constatado pela pesquisa foi R$ 2,529 (Posto Carrefour/Shell, na zona norte), e o maior, R$ 2,699 (06 postos). O preço mais comum é R$ 2,690 (30,5% dos postos).

Comparando os dados deste levantamento com o último feito pelo Procon Natal, em 18/10/11, nota-se que mais da metade dos postos (50,8%) aumentaram os preços, enquanto cerca de 46% mantiveram os mesmos preços de outubro (3,3% dos postos reduziram os preços).

Etanol

O preço médio do Etanol caiu 0,24% em relação à última pesquisa, estando cotado agora em R$ 2,220, contra R$ 2,225 de 18/outubro/11. Hoje o preço do etanol corresponde a 84,3% do valor da gasolina, o que significa que não é vantagem para o consumidor que possui veículo flex, abastecê-lo com etano. Para ser vantajoso, o preço do etanol deve ser, no máximo, 70% do valor da gasolina.

O maior preço do etanol constatado pela pesquisa do Procon Natal foi R$ 2,390 (02 postos da bandeira ALE, ambos na zona norte), e o menor, R$ 1,960 (04 postos, sendo três com bandeira Texaco e um sem bandeira). Os preços mais comuns são R$ 2,250 (29 postos) e R$ 2,290 (23 postos).

Comparando os preços atuais com os da última pesquisa, constata-se que a maioria dos postos (78,8%) manteve os mesmos preços, enquanto 16,9% reduziram e 4,2% aumentaram os preços.

Diesel, Gás Natural Veicular (GNV) e Gás de Cozinha

O Diesel apresenta ligeiro recuo de 0,06%, caindo de R$ 2,017/litro, para R$ 2,015. Os preços vão desde R$ 1,890 até R$ 2,100/litro, sendo R$ 2,050 (45 postos) e R$ 1,990 (35 postos) os preços mais comuns.

O Gás natural Veicular registra redução de 1,20% (estava em R$ 1,933/m3, agora está em R$ 1,921/m3). O preço mais comum é R$ 1,900/m3, encontrado em 65% dos postos que vendem esse tipo de combustível. O menor preço é R$ 1,890/m3, encontrado em dois (02) postos, e o maior, R$ 1,990 encontrado em oito (08) estabelecimentos.

O Gás de Cozinha (botijão de 13 kg) foi encontrado em apenas quinze postos dos 128 pesquisados, e registra o preço médio de R$ 41,27, ou seja, o mesmo preço da última pesquisa. Os preços encontrados – do botijão de 13kg – foram: R$ 40,00 (07 postos), R$ 42,00 (07 postos) e R$ 45,00 (um posto).

Combustíveis mais caros na zona Sul

Etanol, gasolina comum e diesel custam mais caro nos postos da zona Sul, enquanto a zona Norte tem os melhores preços da gasolina, do diesel e do GNV. O etanol mais barato está na zona Oeste.

O preço médio do etanol na zona Sul é R$ 2,242, enquanto na zona Oeste custa R$ 2,181. A gasolina comum custa, em média, R$ 2,674 nos postos localizados na zona Sul, enquanto na zona Norte custa R$ 2,574 (ver tabela abaixo).

Na zona Sul, a gasolina subiu, em média, 2,89%, e na zona Leste subiu 2,20%, ao passo que na zona Norte subiu 0,12%, e na zona Oeste, +0,04%. Confira tabela abaixo.

Etanol e Gasolina ao longo do ano

De janeiro a novembro de 2011 o etanol acumula alta de 14,03%, seguido pelo gás natural veicular (GNV) que subiu 7,53% este ano. O gás de cozinha acumula alta de 3,58% em 2011, e o diesel, +2,73%.Por outro lado, a gasolina comum registra variação acumulada negativa em 2011 (-1,56%) (ver gráfco).

 

Fonte: Assecom Natal


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo