Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

11/12/2015 10h16

Negócio a Negócio atende 14 mil empresas no Rio Grande do Norte

Programa com diagnósticos personalizados chegou a empreendimentos de 141 municípios do estado

notícias relacionadas

Mais de 14 mil pequenos negócios, entre microempresas, Microempreendedores Individuais (MEI) e potenciais empresários, de 141 cidades do Rio Grande do Norte contaram ao longo do ano com atendimento personalizado e gratuito oferecido pelo programa Negócio a Negócio. A princípio, a meta era atender 11 mil empresas. 

A iniciativa leva soluções práticas na área de noções básicas de gestão para problemas enfrentados no dia a dia do negócio. Com o programa, a empresa ganha melhor desempenho de produção ou prestação de serviços, bem como desempenho dos colaboradores, melhorias contínuas nas formas de atuação no mercado, maior controle sobre a área financeira da empresa, longevidade do negócio e satisfação do empresário.

Foi o que ocorreu com a empresa Fátima Moda Pet, que produz roupas e outros utensílios para animais de estimação. Antes da orientação dos agentes, a empresa não tinha o menor controle de fluxo de caixa, nem um planejamento mensal das contas. “Aprendi a sistematizar a produção e trabalhar com metas”, diz a empresária. Já para a proprietária da Lavanderia Nova Parnamirim, Graça Carvalho, a maior contribuição do programa veio com a divisão exata de tarefa entre a equipe de colaboradores. “O Negócio a Negócio foi decisivo para trazer novos conhecimentos para a minha empresa”, diz ela, que atua no ramo há 19 anos.

“É sempre um desafio enorme chegar até as empresas. No entanto, somente assim conseguimos melhorar o desempenho e competitividade dessas empresas e isso é o que mais importa. Levamos uma expectativa de melhorias com ferramentas de gestão”, destacou o diretor de Operações do Sebrae no Rio Grande do Norte, Eduardo Viana, na abertura do encontro, ressaltando a importância de superar a meta de atendimento no ano de 2015.

Para a gestora estadual do programa Negócio a Negócio, Jupira Nunes, a grande vantagem da iniciativa é disponibilizar soluções de gestão tanto para quem está estabelecido há algum tempo quanto para aqueles recém-lançados no mercado. “O empresariado está mais consciente da necessidade de capacitação e de adquirir conhecimento. Eles estão percebendo que não basta intuição para levar uma empresa adiante”, explica a gestora.

Segundo dados dos relatórios dos diagnósticos aplicados, a maior fragilidade das empresas que ingressam no programa é o controle financeiro. Muitos empresários ainda estão despreparados para gerenciar as finanças da empresa de forma correta. E é nessa área que o programa ataca.

Como funciona

São programadas três visitas in loco do agente. No primeiro atendimento, o empresário recebe a visita do agente, que levanta dados cadastrais e gerenciais da empresa. Essas informações são analisadas por especialistas, que fazem um diagnóstico do negócio. 

No segundo atendimento, o empresário recebe um relatório com orientações empresariais. Esse documento aponta ferramentas de gestão para sanar os pontos fracos identificados. Há ainda uma terceira visita à empresa para avaliação dos resultados alcançados e levantamento das dificuldades encontradas na implantação das melhorias indicadas.

Nessa etapa, o empresário também recebe o Caderno de Ferramentas, uma espécie de cartilha que ensina a implantar rotinas essenciais para fortalecimento do negócio, como fluxo de caixa, controle de estoque e cadastro de clientes. Todos os atendimentos são rigorosamente avaliados. Implantado desde 2009, o Negócio a Negócio atendeu até agora mais de 44 mil empresas em todos os  municípios do Rio Grande do Norte.

 

Fonte: Agência Sebrae


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo